Psicólogos na história

Uma visão dos nomes mais importantes na Psicologia

Aaron T. Beck- É um psiquiatra e psicólogo norte-americano, criador da moderna Terapia Cogntiva. É professor emérito de psiquiatria na Universidade da Pensilvânia. Acredita que a depressão não era devido a conflitos internos inconscientes, mas devido a erros de pensamento que criam visões irrealiatas do mundo, de si próprio e do futuro. A Terapia Cognitiva é a forma mais eficaz e mais estudada de tratamento para a maioria dos problemas psicológicos. 

David Barlow- Nasceu em Boston em 1942. Desenvolveu tratamentos eficazes para a ansiedade e depressão. Foi presidente da divisão de psicologia Clínica, da Associação Americana de Psicologia, onde impulsionou os métodos de tratamento empiricamente validados.

Carl Rogers- Foi um influente psicólogo americano e um dos fundadores da Psicologia Humanista. Desenvolveu a sua própria abordagem para a compreensão da personalidade- a Abordagem Centrada na Pessoa ou Terapia Centrada no Cliente.

Oposto à psicanálise, Rogers tinha uma visão positiva dos seres humanos. Na verdade, ele defendeu a ideia de que os humanos são bons por natureza. Portanto, eles não devem ser controlados por mecanismos de defesa, mas devem ser livres, para poderem ser eles mesmos.

Ele projetou uma terapia centrada na pessoa ou não diretiva. Foi baseado na capacidade latente e manifesta que existe em todas as pessoas e que lhes permite resolver seus próprios problemas. Mas as pessoas precisam de um contexto específico em que possam alcançar satisfação pessoal e funcionamento pleno e suficiente.

“… Quanto mais posso manter um relacionamento livre de julgamento e avaliação, mais isso permitirá que o outro alcance o ponto em que ele reconhece que o foco da avaliação, o centro da responsabilidade, está dentro de si mesmo”.

Alfred Adler-Desenvolveu uma teoria em que salientava a importância dos factores sociais. Considerava a motivação humana um esforço para atingir a superioridade e a sociedade tinha grande importância no desenvolvimento da personalidade.

Ivan Pavlov- Este fisiologista é principalmente conhecido por seus trabalhos no condicionamento clássico. Pavlov tinha uma energia incomum desde sua infância. Ele era curioso sobre o que ele chamou de “o instinto para a investigação”. Pavlov abandonou sua carreira religiosa para devotar sua vida à ciência. Pavlov tornou-se  o primeiro Premiado Nobel russo por vencer o Prémio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1904.

Jean Piaget- O psicólogo clínico suíço é conhecido pelos seus trabalhos em construtivismo, epistemologia genética, teoria de desenvolvimento cognitivo, permanência do objeto e egocentrismo. Jean Piaget enfatizou muito na educação das crianças e é também um pioneiro em desenvolvimento psicologístico da criança. Em 1934, durante seu mandato como diretor da International Bureau of Education, ele disse, “Apenas a educação é capaz de salvar as nossas sociedades de possível colapso, violento ou gradual”.

William James- William James foi o primeiro educador nos Estados Unidos a oferecer um curso de psicologia. Ele foi um filósofo e psicólogo treinado para ser um médico. Alguns o rotularam como o “Pai da Psicologia Americana”. James foi um dos principais pensadores do final do século 19. Ele é considerado um dos filósofos mais influentes que já existiram nos Estados Unidos. James foi um dos fundadores da psicologia funcional.

Sigmund Freud foi um neurologista austríaco que fundou a psicanálise e provavelmente um dos psicólogos mais famosos de todos os tempos. Criou um método para o tratamento de psicopatologia através da expressão verbal de pensamentos entre o paciente e psicanalista. A psicologia clínica moderna desenvolveu-se como um resultado das teorias de Freud. Suas obras espalharam-se pela cultura popular e pensamento contemporâneo ocidental.

B. F. Skinner- Um psicólogo, inventor, behaviorista, autor e filósofo social, o americano Burrhus Frederic Skinner tem e será conhecido por suas contribuições por décadas. Ele tinha prestado 16 anos de seu serviço como um professor de psicologia na Universidade de Harvard. Bem conhecido como o fundador do behaviorismo moderno em psicologia, Skinner não percebeu qualquer relevância do livre-arbítrio. Ele acreditava que as ações humanas são as conseqüências das ações anteriores.

Wilhelm Wundt- Este fisiologista, psicólogo e filósofo desenvolveu o primeiro laboratório de psicologia experimental, em Leipzig (Alemanha) em 1879. Ele é famoso porque seu laboratório marcou o início de um novo período de psicologia: o estágio científico.

Wundt foi o arquiteto do estruturalismo. Ele se preocupava em banir a filosofia da psicologia porque acreditava que deveria se concentrar no estudo de coisas mensuráveis ​​e na estrutura da mente. Ele estava interessado em avaliar processos mentais e investigar sensações, idéias, atenção e emoções.

Abraham Maslow- recebeu treinamento extensivo que lhe deu uma visão global do ser humano. Ele bebeu do behaviorismo e dos princípios gestálticos de Thorndike, investigou a antropologia e interessou-se por conceitos da psicanálise de Fromm, Horney e Adler. Essa variedade permitiu que ele se tornasse um dos fundadores e figuras-chave da psicologia humanista. Além disso, ele é conhecido por sua hierarquia de necesidades, baseada na ideia de que as pessoas se realizam satisfazendo uma série de necessidades classificadas de acordo com sua urgência.