Dr. Fernando Magalhães-Psicologia  Psicólogo no Porto/ Portugal
Psicologo Clinico Dr Fernando Lima Magalhaes
 
 

Terapia Psicológica e Serviços

Quais os tipo de terapia que existem e os serviços que prestamos

 
 

imagem de terapia

Qual a minha abordagem?

 

Na Psicologia, existem vários modelos mais ou menos diferentes e até contraditórios para explicar o funcionamento psicológico, que por consequência, defendem diferentes formas de abordar ou "tratar" os problemas psicológicos. Cada Psicólogo (a) pode preferir uma forma específica de trabalhar, valorizando mais uma concepção ou teoria, ou mesmo adoptar uma conjugação de modelos diferentes, o que neste caso terá uma intervenção eclética.

Existem centenas de abordagens psicológicas que têm sido utilizadas para ultrapassar dificuldades emocionais e outros transtornos psicológicos. Existem muitos tipos de psicoterapia e medicações, dos quais alguns serão mais eficazes para tratar um problema específico. Tendo em conta a grande variedade de tratamentos psicológicos disponíveis e a importância do custo- eficácia de cada abordagem, alguns países e associações de psicologia, nomeadamente a APA (secção 12), conduziram estudos e definiram orientações profissionais sobre os tratamentos psicológicos que são realmente eficazes.

A Associação Americana de Psicologia elaborou, em resultado das sua investigações, uma síntese onde discrimina "Tratamentos bem estabelecidos" e "Tratamentos provavelmente eficazes".

A minha preferência é a de utilizar como referência para a intervenção, tratamentos bem estabelecidos e de eficácia comprovada cientificamente, que maximizam a relação custo/eficácia, ou seja, que permitam obter os melhores resultados possíveis no mais curto espaço de tempo. Estes tratamentos são baseados, em larga medida,  em modelos e técnicas da Psicologia Cognitiva e Comportamental. Usando uma metodologia como base, ela pode ser combinada com outras formas de intervenção, por exemplo mais sistêmicas ou construtivistas.

 

A decisão de procurar ajuda é um sinal de auto-estima, bom senso e sabedoria. As áreas em que trabalho há vários anos são as seguintes: (pode clicar nos sublinhados para mais informações)

 

De uma forma global, praticamente todos os tipos de tratamento psicológico que actualmente são validados ou comprovados cientificamente, são cognitivo- comportamental. Estes tratamentos são recomendados pela Associação Americana de Psicologia, a maior autoridade mundial na área da Psicologia, que realça a importância das psicoterapias que demonstram eficácia no tratamento de diversas problemas. Existem muitos tipos de psicoterapias, mas só algumas realmente funcionam e demonstram resultados. Ainda que nenhum psicólogo possa garantir que um tipo de terapia vai ser eficaz com todos os clientes (até porque há variáveis do próprio cliente e do próprio terapeuta que influenciam o processo), a investigação científica tem demonstrado que há algumas formas de terapia que possuem mais probabilidades de sucesso do que outras. É muito importante que o cliente possua motivação para mudar, que deseje mudar e que tenha um papel activo e construtivo numa terapia. Quase todos os investigadores e técnicos concordam que os tratamentos empiricamente validados devem ser adaptados às necessidades individuais dos clientes / terapeuta, de forma a torna-los mais eficazes no mundo real e complexo da psicologia clínica.

 

De quantas consultas posso precisar?

Isto é muito variável, pois depende do tipo de problema, de há quanto tempo existe e de todo um conjunto de variáveis que podem ajudar (ou não) o cliente na sua mudança. De uma forma geral, para as questões mais comuns que aparecem em consulta (que são os transtornos de ansiedade e depressão), são necessárias 10 a 20 consultas. 

 

A terapia cognitiva é um excelente tratamento para a depressão, ansiedade, ataques de pânico, culpabilização e medos. Estas técnicas podem ser altamente eficazes e funcionar rapidamente, mesmo sem o uso de medicação. Nós procuramos uma actualização permanente na nossa formação e na nossa biblioteca, no sentido de providenciar as melhores técnicas disponíveis e os melhores manuais, a nível mundial, de tratamento para cada transtorno psicológico.

A terapia cognitivo- comportamental (TCC) inclui um conjunto de técnicas que são usadas em conjunto e que têm sido sistematicamente avaliadas com resultados muitos positivos. A TCC difere de outras formas mais tradicionais de terapia nos seguintes aspectos:

- A TCC é directiva, na qual o terapeuta está activamente envolvido e faz sugestões muito específicas (atenção que o psicólogo nunca é responsável pelas decisões pessoais de cada cliente; aconselhamento não significa dar conselhos, mas sim aumentar o auto- conhecimento, a responsabilidade e a autonomia do cliente para que este decida, em maior consonância, aquilo que é melhor para si, na sua história de vida)

- A TCC centra-se na mudança de um problema particular. Há outras formas de psicoterapia que se centram no conhecimento das causas profundas de um problema, mas não oferecem estratégias específicas para ultrapassar o problema.

- A TCC tem uma duração mais curta que muitas outras formas de psicoterapia (em média, de 10 a 20 sessões).

- A TCC centra-se em crenças e comportamentos actuais, que são responsáveis pela manutenção do problema. Outras formas de psicoterapia centram-se mais em experiências decorridas na infância. Isto não implica que a TCC não explore aspectos ocorridos há muito tempo na vida das pessoas.

- Na TCC o terapeuta e cliente trabalham em conjunto.

- A TCC envolve a mudança de crenças e comportamentos para que o cliente seja capaz, autonomamente, de lidar com os problemas.

 

Como é a minha forma de trabalhar?

Algumas pessoas tem a ideia que ir ao Psicólogo irá ser apenas uma conversa infrutífera, banal, sem grandes resultados práticos, o que em geral não acontece com uma psicoterapia cognitivo- comportamental. A minha forma de trabalhar é geralmente, mais directiva e direccionada para objectivos práticos, usando uma grelha de leitura e um quadro conceptual que permite interpretar e explicar as "queixas" do cliente, à luz de modelos científicos. Procuro que cada sessão traga a maior vantagem possível ou diferença para o cliente (se bem que isto depende muito daquilo que o cliente está disposto a trabalhar ou no que trabalhou entre as sessões). Para que a terapia seja mais eficaz, é muito frequente que o cliente preencha inventários, escalas ou testes, no sentido de apurar de forma mais objectiva a informação importante. Paralelamente, são feitos exercícios e actividades, usando as técnicas/ estratégias de intervenção que ajudam a atingir os objectivos da terapia. O Psicólogo e Cliente são ambos activos no trabalho para a mudança psicológica. Desta forma, o cliente vai ganhando autonomia para lidar com os seus próprios problemas, aprendendo uma série de habilidades e tomando novas perspectivas. As técnicas usadas em terapia são bastante acessíveis a praticamente qualquer tipo de pessoa. As técnicas mais simples são em geral as mais eficazes.

 

Ver também: Terapia Cognitiva

 

Marcações de Consultas com Dr. Fernando Magalhães

Para mais informações sobre marcações de consultas, por favor clique aqui.