Quando deve consultar um Psicólogo diante um problema psicológico
Psicologo Clinico Dr Fernando Lima Magalhaes
 
 

Quando deve consultar um Psicólogo

Reconheça algumas das situações em que é recomendável a consulta

 

Segundo os autores Kanfer e Goldstein, existe um problema psicológico quando estão reunidas as seguintes condições:

1- O indivíduo sofre de uma falta subjectiva de bem- estar que não consegue eliminar por si próprio.

2- O indivíduo manifesta défices ou excessos de comportamentos que interferem no funcionamento considerado adequado (normal) por si mesmo e/ou pelos outros.

3- O indivíduo participa em actividades que são questionáveis pelas pessoas que o rodeiam e que têm consequências negativas que revertem sobre si próprio ou sobre os outros.

4- O indivíduo mostra desvios comportamentais que têm como resultado fortes sanções sociais nas pessoas mais próximas do seu meio.

in  Kanfer, F. y  Goldstein, A. (1987). Cómo  ayudar al cambio en psicoterapia. Bilbao. Ed.DDB

 

Provavelmente deve-se consultar um psicólogo competente sempre que se precise, mas existem razões fortes para pensar no assunto quando:

- Encontrar-se mal fisicamente ou ter dores sem uma explicação médica concreta

- As pessoas à sua volta sugerem-lhe que procure ajuda

pessoa em duvida- Não é feliz ou há sentimentos de tristeza e desesperança por um período prolongado

- Ninguém o suporta e é- lhe difícil estabelecer relações cordiais com os outros

- Não dorme o suficiente

- Sente-se sempre cansado ou preocupado

- Perdeu o interesse por tudo, tem uma sensação de vazio ou está sempre triste.

- Julga que ninguém o compreende e não gosta de si.

- Comete demasiados e contínuos erros na vida.

- É dependente de álcool, drogas, medicamentos, jogo ou comida, mesmo que seja uma dependência mínima. 

- Sente-se muito nervoso ou perturbado e foge à mínima contrariedade

- É incapaz de tomar uma decisão importante

- Sofreu um trauma ou problema grave ou uma mudança radical na sua vida.

- Sofre de medos e fobias que lhe limitam a liberdade

- Pôs em perigo a sua vida ou a dos outros

- Não consegue estabelecer relações amorosas ou sexuais satisfatórias.

- Vê ou ouve coisas que ninguém vê ou interpreta acontecimentos de forma invulgar ou rara

- Qualquer mudança quotidiana o altera

 

 

Além destas razões, a Psicologia também se centra em aspectos do desenvolvimento pessoal, que não implicam qualquer tipo de transtorno, como a promoção da auto-estima e do auto- conhecimento.

 

Última Actualização

06-mai-2016

 

 

Marcações de Consultas com Dr. Fernando Magalhães

Para mais informações sobre marcações de consultas, por favor clique aqui.