Dicionário de conceitos usados em Psicologia. Fernando Magalhães- Psicólogo
Psicologo Clinico Dr Fernando Lima Magalhaes
 
 

Dicionário de termos usados em Psicologia

O significado de muitos dos "palavrões" usados em Psicologia

 

Alguns conceitos na área da Psicologia...

 

Afecto- diz respeito aos sentimentos, emoções, valores e motivações ligados a ideias, pessoas ou objectos.

Cognição- Conceito que inclui todas as formas de conhecimento, como a compreensão e o raciocínio.

Culpabilidade- Sentimento doloroso de ter cometido uma falta, ligado a estados depressivos e de auto-acusação. É independente de uma real justificação (o sujeito pode nunca ter cometido a falta ou ela não justificar tal sentimento). A culpabilidade acarreta, muita vezes, o desejo de castigo e pode levar à delinquência, fracasso e suicídio.

Extroversão- Indivíduo que exprime facilmente os seus sentimentos, gosta de comunicar e está atento aos outros.

Dislexia- Perturbação grave no domínio da leitura que consiste na troca de letras e de sílabas, supressão de sons, mutilação das frases e das palavras e inversão de números. 

Enurese- Perturbação frequente que se caracteriza por uma emissão involuntária de urina. 

Esquizofrenia- Designação de um grande grupo de psicoses caracterizadas por alterações graves no pensamento, nas emoções e no comportamento. O termo significa "mente dividida", dissociada, porque nesta doença os pensamentos e sentimentos não se relacionam entre si de uma forma lógica e harmoniosa. É uma doença incapacitante de evolução prolongada, com uma prevalência média de 1%. Inicia-se, geralmente, entre os 15 e os 25 anos. 

Esquizóide (Personalidade)- Dificuldades de relacionamento com os outros e de bom desempenho nas actividades sociais. As pessoas com traços esquizóides de personalidade são usualmente descritas como solitárias, esquisitas e têm poucos amigos ou até nenhum. São pouco simpáticas e nutrem pouco afecto e respeito pelos outros, podendo ser inconstantes e desinteressadas nas actividades do dia-a-dia.

Extroversão- Significa "voltado para o exterior". O extrovertido exprime facilmente os seus sentimentos, gosta de comunicar e está atento aos outros. 

Fobia- Medo persistente e irracional de uma dado objecto ou situação e que motiva um comportamento de evitamento perante os mesmos. As fobias simples podem envolver medo de certos animais (cobras, aranhas, ratos, etc) ou de certas situações específicas (espaços fechados, alturas, andar de avião). A fobia social é o medo de enfrentar situações sociais e de se expor ao exame e à crítica dos outros. 

Frustração- Estado emocional desagradável que advém do facto de não se conseguir o que se deseja, e sobre o qual, se tinham expectativas positivas. As reacções são diversas, embora a agressividade seja a mais frequente. 

Imagem Corporal- É representação afectiva que se faz do próprio corpo. Esta representação está relacionada com afectos gerais de auto- confiança e com a auto- estima (alta ou baixa) que cada um tem. Esta imagem é marcada por factores emocionais (a forma como os outros nos representam) e factores sócio- culturais como a moda e os padrões de beleza. 

Introversão- Tendência a desinteressar-se pelos outros e pelo  mundo, centrando a atenção em si próprio. 

Neurose- É o nome dado a um conjunto de distúrbios psicológicos em que, por muito graves que sejam os sintomas, os doentes permanecem dentro da realidade e têm consciência mórbida mantida. 

Obsessiva (Personalidade)- Perturbação caracterizada pelo excessivo apego ao método, ordem e limpeza. Domina a necessidade de pontualidade e credibilidade. 

Personalidade (Distúrbio de Evitamento da)- Hipersensibilidade a eventuais situações de rejeição, humilhação ou vergonha, cujo temor afecta toda a vida. Estas pessoas interpretam a atitude mais inocente como uma agressão e não fazem amigos com facilidade. A sua auto - estima é muito reduzida, desvalorizando sistematicamente aquilo que realizam de bom, podendo apresentar formas mais ou menos graves de fobia social. 

Paranóide (Personalidade)- Perturbação caracterizada pela desconfiança e suspeição contínua que se reflecte na tendência a interpretar as acções dos outros como intencionalmente hostis e agressivas. 

Psicose- Distúrbio mental grave em que o indivíduo perde o contacto com a realidade, quer da vida interior, quer do ambiente exterior do doente. Os sintomas mais característicos são as alterações do pensamento e da percepção: ideias delirantes, perda do controle do pensamento , alterações da capacidade de raciocínio e julgamento, ilusões e alucinações. 

PARA MAIS INFORMAÇÕES, VER TAMBÉM:

Temas Diversos- Índice de temas contidos no site

 

 
 

Marcações de Consultas com Dr. Fernando Magalhães

Para mais informações sobre marcações de consultas, por favor clique aqui.